segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Oscar 2012 - Os ganhadores e meus comentários


Acabou de acabar a 84ª festa de entrega dos Academy Awards, mais conhecida como a festa do Oscar. Sinto saudade da vez que estive por lá pois foi uma experiência inesquecível. Essa cerimônia foi boa, com alguns ótimos e diferentes momentos e outros nem tanto.

Mas vamos aos pontos positivos e negativos da cerimônia que, como grande novidade, teve a volta de Billy Crystal como apresentador, depois que Eddie Murphy desistiu por força das burradas que Brett Ratner, o então produtor do show e seu amigo fez. Crystal foi uma aposta segura pois ele sempre foi um apresentador consistente (são 9 apresentações com a de hoje) e é adorado por seus pares. Prova disso foi que, ano passado, ele apareceu na cerimônia para apresentar um Bob Hope digital e, logo quando entrou, foi recebido de pé pelos presentes.

Pontos positivos:

- Sacha Baron Cohen cumpriu o prometido e foi vestido à caráter, como seu personagem Almirante General Shabazz Aladeen, para promover seu vindouro filme O Ditador. E ele ainda levou as "cinzas" de Kim Jong-il e, não satisfeito, derrubou tudo no Ryan Seacrest e no tapete vermelho, sendo arrancado da cena pelos seguranças. Transformou a chatice do tapete vermelho, onde as pessoas só se preocupam com quem fez a roupa de quem, em um dos pontos altos da noite. Impagável!!! Segue o vídeo:


-  A montagem inicial com Billy Crystal sendo inserido nos filmes ficou bem feita. Nada brilhante mas valeu a tentativa.

- Crystal: "Chapter 11 Theatre" - excelente brincadeira com o Kodak Theatre, próximo de ir à falência.

- Como a Janet McTeer é diferente na vida real... Caramba!

- Crystal: "Quando acabei de ver Vidas Cruzadas, queria abraçar a primeira negra que aparecesse na rua mas, de Beverly Hills, eu teria que dirigir por 45 minutos..."

- O filme em preto e branco sobre o teste de reação ao final de O Mágico de Oz foi muito bom. E o pior é que muitos filmes de hoje em dia são lançados depois de muito modificados com base nesse tipo de teste.

- Os Muppets no palco! Como não gostar disso?

- Não gosto de Cirque du Soleil mas adorei essa apresentação mixada com filmes, especialmente o brilhante início com Intriga Internacional de Hitchcock ao fundo.

- Robert Downey Jr. e Gwyneth Paltrow juntos no palco, com ótima química.

- Christopher Plummer recebendo o prêmio de ator coadjuvante: um perfeito cavalheiro! O cara é uma lenda.

- As pernas de Angelina Jolie...

Pontos negativos:

- Billy Crystal cantando. Ok, eu sei que é a marca registrada dele mas haja paciência...

- O filminho com a Melissa McCarthy e Billy Crystal foi ridículo.

- Não funcionou a apresentação conjunta do Ben Stiller com Emma Stone.

- Crystal "lendo pensamentos" foi um momento desconcertante.

- Galifiniakis e Ferrel entrando e apresentando o Oscar de melhor canção não funcionaram. Tentaram algo engraçado mas não deu.

- O elenco de Missão Madrinha de Casamento apresentando os três prêmios para curtas-metragens foi patético. Ficam dando trela para essa gente, vou te contar...

- Os depoimentos dos atores foram muito chatos. Há maneiras melhores de se encher linguiça...

- Tenho vontade de enforcar aquele cachorrinho de O Artista...

O placar final ficou assim:

O Artista - 5 (levou, injustamente, os prêmios principais, de melhor filme, diretor e ator)
A Invenção de Hugo Cabret - 5 (ficou só nos prêmios técnicos, infelizmente)
A Dama de Ferro - 2
A Separação - 1
Vidas Cruzadas - 1
Os Homens que Não Amavam as Mulheres - 1
Rango - 1
Toda Forma de Amor - 1
Os Muppets - 1
Os Descendentes - 1
Meia-Noite em Paris - 1
Undefeated - 1
The Shore - 1
Saving Face - 1
The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore - 1

Lembrando que os filmes e atores marcados com dois asteriscos eram minhas previsões e com um asterisco eram minhas preferências, segue a lista dos ganhadores da noite (marcados em letras garrafais):

Melhor filme

The Artist (O Artista) **
The Descendants (Os Descendentes)
Extremely Loud and Incredibly Close (Tão Perto e Tão Forte)
The Help (Vidas Cruzadas)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *
Midnight in Paris (Meia-Noite em Paris)
Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)
The Tree of Life (A Árvore da Vida)
War Horse (Cavalo de Guerra)

Só ganhou porque está na moda (e porque homenageia o cinema de Hollywood e porque foi filmado integralmente em Hollywood). Escrevam o que estou dizendo: em 2 ou 3 anos, ninguém vai se lembrar de O Artista além do fato de que era um filme mudo em preto-e-branco.

Melhor ator

Demián Bichir por A Better Life
George Clooney por The Descendants (Os Descendentes) **
Jean Dujardin por The Artist (O Artista)
Gary Oldman por Tinker Tailor Soldier Spy (O Espião que Sabia Demais) *
Brad Pitt por Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)

Ridículo. Com Gary Oldman como concorrente (e Clooney e Bichir), não tinha como esse cara ganhar. Mas é só porque o filme está na moda. Prova que os Westein sabem como marketear seus filmes como ninguém. Estava só esperando ele pular pelas cadeiras...

Melhor ator coadjuvante

Kenneth Branagh por My Week With Marilyn (Sete Dias com Marilyn)
Jonah Hill por Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)
Nick Nolte por Warrior (Guerreiro)
Christopher Plummer por Beginners (Toda Forma de Amor) *  **
Max von Sydow por Extremely Loud and Incredibly Close (Tão Perto e Tão Forte)

Essa era a mais complicada categoria. Plummer, Nolte e von Sydow mereciam empatar. Plummer mereceu os aplausos de pé.

Melhor atriz

Glenn Close por Albert Nobbs
Viola Davis por The Help (Vidas Cruzadas)
Rooney Mara por The Girl with the Dragon Tattoo (Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres)
Meryl Streep por The Iron Lady (A Dama de Ferro) *   **
Michelle Williams por My Week With Marilyn (Sete Dias Com Marilyn)

Qualquer outro resultado seria absurdo, apesar de eu não gostar muito de Streep. Merecida ovação de pé.

Melhor atriz coajuvante

Bérénice Bejo por The Artist
Jessica Chastain por The Help (Vidas Cruzadas)
Melissa McCarthy por Bridesmaids (Missão Madrinha de Casamento)
Janet McTeer por Albert Nobbs *
Octavia Spencer por The Help (Vidas Cruzadas) **

Era mais do que esperado. Mas, por um momento, achei que a insuportável Melissa McCarthy iria ganhar... Só achei que aplausos de pé para a atriz foi um exagero...

Melhor filme de animação

A Cat in Paris (Um Gato em Paris)
Chico and Rita
Kung Fu Panda 2
Puss in Boots (Gato de Botas)
Rango *  **

O melhor do ano em animação levou o prêmio. Não esperava diferente.

Melhor direção de arte

The Artist (O Artista)
Harry Potter and the Deathly Hallows Part 2 (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *  **
Midnight in Paris (Meia-Noite em Paris)
War Horse (Cavalo de Guerra)

Sinceramente, não tinha como escolher outro aqui.

Melhor fotografia

The Artist (O Artista) **
The Girl with the Dragon Tattoo (Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *
The Tree of Life (A Árvore da Vida)
War Horse (Cavalo de Guerra)

Excelente escolha. Ainda bem que não deram para O Artista. Errei minha previsão mas valeu a pena.

Melhor figurino

Anonymous (Anônimo) *
The Artist (O Artista) **
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret)
Jane Eyre
W.E. (W.E. - O Romance do Século)

Esperado. E, talvez, por ser o mais "contemporâneo" dos filmes dessa categoria, o mais difícil mesmo de ter um ótimo figurino.

Melhor diretor

Michael Hazanavicius por The Artist (O Artista) **
Alexander Payne por The Descendants (Os Descendentes)
Martin Scorsese por Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *
Woody Allen por Midnight in Paris (Meia-Noite em Paris)
Terrence Malick por The Tree of Life (A Árvore da Vida)

Palhaçada. Esse filme será esquecido em um ou dois anos.

Melhor documentário (longa metragem)

Hell and Back Again
If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front
Paradise Lost 3: Purgatory
Pina *
Undefeated **

Sabia que Undefeated iria ganhar. Pelo que li, era a escolha fácil. Queria ver eles darem para Pina, do Wim Wenders. Mas paciência...

Melhor documentário (curta metragem)

The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement
God is the Bigger Elvis
Incident in New Baghdad
Saving Face
The Tsunami and the Cherry Blossom

Melhor edição

The Artist (O Artista) **
The Descendants (Os Descendentes)
The Girl with the Dragon Tattoo (Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres) *
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret)
Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)

Fiquei surpreso. Era minha escolha mas eu jamais esperaria a vitória diante do tão falado O Artista. Excelente!

Melhor filme estrangeiro

Bullhead (Bélgica)
Footnote (Israel)
In Darkness (Polônia)
Monsieur Lazhar (Canadá)
A Separation (A Separação) (Irã) *  **

Não vi os demais mas A Separação é sensacional mesmo. Sem dúvida merecido.

Melhor maquiagem

Albert Nobbs
Harry Potter and the Deathly Hallows Part 2 (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)
The Iron Lady (A Dama de Ferro) *  **

Não podiam dar para outro. Maquiagem brilhante desse filme. Uma das melhores que já vi.

Melhor trilha sonora

John Williams por The Adventures of Tintin (As Aventuras de Tintim)
Ludovic Bource por The Artist (O Artista) **
Howard Shore por Hugo (A Invenção de Hugo Cabret)
Alberto Iglesias por Tinker Tailor Soldier Spy (O Espião que Sabia Demais) *
John Williams por War Horse (Cavalo de Guerra)

Escolha óbvia mas errada. A trilha de O Artista só é melhor que a de Cavalo de Guerra, sendo que a trilha de Alberto Iglesias é disparada a melhor.

Melhor canção original

Man or Muppet em The Muppets (Os Muppets) *  **
Real em Rio em Rio

Muppets!!!!

Melhor curta (animado)

Dimanche/Sunday
The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore
La Luna
A Morning Stroll
Wild Life

Melhor curta (live action)

Pentecost
Raju
The Shore
Time Freak
Tuba Atlantic

Melhor edição de som

Drive
The Girl with the Dragon Tattoo (Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *  **
Transformers: Dark of the Moon (Transformers: O Lado Oculto da Lua)
War Horse (Cavalo de Guerra)

Nada a reclamar aqui. Escolha muito boa e prêmio merecido.

Melhor mixagem de som

The Girl with the Dragon Tattoo (Millenium - Os Homens que não Amavam as Mulheres)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret) *  **
Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)
Transformers: Dark of the Moon (Transformers: O Lado Oculto da Lua)
War Horse (Cavalo de Guerra)

Novamente, nada a reclamar. A cena do trem destruindo a estação, por si só, já merece esse prêmio.

Melhores efeitos visuais

Harry Potter and the Deathly Hallows Part 2 (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)
Hugo (A Invenção de Hugo Cabret)
Real Steel (Gigantes de Aço)
Rise of the Planet of the Apes (Planeta dos Macacos: A Origem) *  **
Transformers: Dark of the Moon (Transformers: O Lado Oculto da Lua)

Não esperava por essa. Fiquei feliz mas ainda acho que Planeta dos Macacos merecia mais.

Melhor roteiro adaptado

Nat Faxon, Alexander Payne, Jim Rash por The Descendants (Os Descendentes) **
John Logan por Hugo (A Invenção de Hugo Cabret)
George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimson por The Ides of March (Tudo pelo Poder)
Steven Zaillian e Aaron Sorkin por Moneyball (O Homem que Mudou o Jogo)
Bridget O'Connor e Peter Straughan por Tinker Tailor Soldier Spy (O Espião que Sabia Demais) *

Merecido. Preferia O Espião que Sabia Demais mas não fico triste.

Melhor roteiro original

Michel Hazanavicius por The Artist (O Artista)
Annie Mumolo e Kristen Wiig por Bridesmaids (Missão Madrinha de Casamento)
J.C. Chandor por Margin Call (Margin Call - O Dia Antes do Fim)
Woody Allen por Midnight in Paris (Meia-Noite em Paris) *  **
Asghar Farhadi por A Separation (A Separação)

Merecido! É o melhor roteiro junto com A Separação.

5 comentários:

  1. não Adam Sandler, Ben Stiller

    ResponderExcluir
  2. Tem toda razão! Eu sempre confundo os dois. Já corrigi.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que o Brasil não leva o Oscar, nem se concorrer com ele mesmo, por estes motivos:

    1)O Brasil tem razoável potencial cinematográfico, e não é bom para Hollywood encher a bola do nosso cinema. Melhor premiar a Índia, o Canadá ou a França....Questão de mercado...

    2)Na maior parte das vezes o Brasil não merece mesmo.Nem mesmo a indicação

    3)Muppets é cultura americana. É o pagode deles.....rsrsrsr. Os americanos preferem eleger Ahmadinejad para presidente dos EUA, do que fazer a canção de um filme deles ser derrotada para a canção de um filme "pra turista"

    4)Não assisti "Rio", nem ouvi a música direito...pode até ser ótimo....acredito...mas porque essa obcessão Rio, Rio, Rio....ok eu gosto do Rio....Pô, mas que falta de criatividade...ficou evidente demais a intenção de promover o turismo.....coisa de baixa auto estima...olha que cidade linda......Pára com isso meu!....Eu preferia que dissessem e fosse verdade: "Olha que cidade LIMPA"......Isso vale pra São Paulo tb...outra cidade imunda.....sou paulista...

    ResponderExcluir
  4. Eduardo, deixe-me comentar os motivos que você listou:

    1. Não creio que o potencial cinematográfico do Brasil seja algo que entre nessa conta. A França sempre teve muito mais potencial, gerando verdadeiras obras-primas e os americanos não têm problema em votar nos filmes franceses. O que o Brasil precisa mesmo é de filme bom concorrendo e não Lula, o Filho do Brasil como candidato e coisas do gênero.

    2. Concordo.

    3. Sim, Muppets é cultura americana mas diversas outras músicas não americanas já ganharam o Oscar. A música de Carlinhos Brown não ganhou agora pois, me desculpe, mais genérica não poderia ser.

    4. Sou carioca e nós somos muito mais sujismundos que os paulistanos. Eu garanto. Mas o Rio, queira você ou não, ainda é o cartão postal do Brasil, é a cidade que, quando um estrangeiro ouve falar de Brasil, liga imediatamente com o país. Isso é inevitável, pelo menos pelo futuro próximo. Mas não tenho nada contra filmes que realcem outras cidades. Apenas não há um número de filmes passados no Brasil que justifique o uso de outras cidades.

    ResponderExcluir
  5. Não esperava uma edição sem surpresas, mas foi muito bom ver O Artista consagrado. Só lamento a ausência de alguns filmes na premiação.

    Meus comentários sobre o Oscar 2012 também estão no ar: http://peliculacriativa.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Pensem antes de escrever para escreverem algo com um mínimo de inteligência. Quando vocês escrevem idiotices, eu apenas me divirto e lembro de Mark Twain, que sabiamente disse "Devemos ser gratos aos idiotas. Sem eles, o resto de nós não seria bem sucedido."