sábado, 26 de março de 2011

Crítica de TV: Dexter - 4ª Temporada


Dexter é uma excelente série de televisão que trata da vida de um serial killer "bonzinho" que só mata pessoas que merecem morrer, como assassinos que são absolvidos por tecnicalidades processuais. Na ótima primeira temporada, vimos Dexter enfrentar outro assassino em série. Na eletrizante segunda temporada, vimos Dexter tentar se livrar de uma investigação sobre ele mesmo. Na terceira temporada, a mais fraca até agora mas mesmo assim acima da média, Dexter encontra alguém com quem pode se identificar.


Agora, na quarta temporada, Dexter é um homem de família completo, com mulher, dois enteados e um filho recém-nascido, além da casinha naquelas ruas pasteurizadas bem americanas. Ou seja, é Dexter integralmente dentro da malha da sociedade padrão. Mas mesmo assim, seu Dark Passenger, continua vivo e ele precisa matar. Aviso que os comentários a seguir contém SPOILERS leves das temporadas anteriores.

Talvez como uma evolução natural do erro de Dexter que desencadeou toda a terceira temporada, a quarta temporada abre com uma besteira enorme de nosso assassino em série favorito. Descabelado, com olheiras e extremamente cansado pela vida caseira atribulada que passou a levar, com um bebê chorando a noite inteira, Dexter não aguenta e acaba dormindo no volante (literalmente).

Mas a série não usa esse erro como um início pois isso seria apenas cópia da temporada anterior. Dessa vez, Dexter passa a investigar um outro potencial assassino serial, vivido pelo excelente John Lithgow. Frank Lundy (Keith Carradine) também volta nessa temporada como um agente do FBI aposentado, para terminar de investigar um caso que nunca conseguiu solucionar.

O mero fato de termos Lithgow e Carradine em uma série já é razão mais do que suficiente para assisti-la. Some-se a isso a já consagrada atuação de Michael C. Hall como Dexter e a originalidade dos roteiros e voilà, temos televisão de primeira linha, imperdível.

Mas a quarta temporada não é, infelizmente, tão boa quanto as duas primeiras, ainda que consiga efetivamente estar acima da terceira. O grande problema dessa temporada é que tudo acontece muito rapidamente nos seis primeiros episódios e os cinco seguintes deixam a impressão que os roteiristas quiseram nos enrolar. Dexter reluta muito em enfrentar seu antagonista (estou sendo críptico propositalmente pois não quero estragar surpresas para ninguém), sob a desculpa que ele precisa aprender muito com esse potencial mentor. Acontece que isso força mudanças muito radicais de personalidade no personagem principal, que sempre seguiu rigidamente o "Código de Harry". Aliás, Harry (James Remar) tem uma participação enorme nessa temporada (em pensamento, claro), quase que servindo de muleta para Dexter.

No entanto, temos o episódio final da temporada que é incrivelmente bem feito e muito angustiante. Não é necessariamente pela surpresa que para muitos não será uma surpresa mas sim pela forma como foi executado.

A quinta temporada promete!

Mais sobre a série: IMDB, TV.com e Filmow.

Nota: 8 de 10

10 comentários:

  1. Gosto bastante de suas críticas. Porém, acredito que essa tenha sido a melhor temporada da série. O serial kiler rival, inclusive foi premiado com um globo de ouro. A segunda temporada também foi muito boa.

    O que você achou da quinta? Faz um post após assistir. Infelizmente não achei muito boa. Muitos furos do roteiro. Dizem que tais mudanças decorrem da mudança dos produtores... agora são os mesmos produtores de 24 horas.

    ResponderExcluir
  2. @jjjjo

    Não vi a quinta temporada ainda. Não tenho paciência para acompanhar pela TV e - pode me chamar de quadrado, antiquado e tudo mais - não baixo nada ilegal. Assim, tenho que esperar o lançamento em Blu-Ray.

    Mas já fiquei triste em saber que você não gostou. Mal sinal. Mudanças na produção são sempre problemáticas...

    Sobre você ter gostado mais dessa temporada, fico feliz e realmente o serial killer rival é ótimo. O problema todo, para mim, foi no ritmo da estória e na mudança, digamos, de "caráter" de Dexter.

    Ah, e obrigado pelo elogio!

    ResponderExcluir
  3. Estamos à espera da critica da 5ª temporada. Este blog critica muito bem as temporadas, concordo sempre com tudo.

    ResponderExcluir
  4. legal o seu blog. sou fã de seriados. assisti a série dexter do inicio até a quarta temporada. li suas criticas à 4º e 5º temporada. acho que a critica feita a 4º temporada é coerente. valeu.

    ResponderExcluir
  5. Achei a melhor temporada, mas admito que os episodios do meio são meio lentos.
    O final compensa

    ResponderExcluir
  6. Eu discordo quando o blog fala: "O grande problema dessa temporada é que tudo acontece muito rapidamente nos seis primeiros episódios e os cinco seguintes deixam a impressão que os roteiristas quiseram nos enrolar".
    Acho que isso foi justamente o fator X para que essa temporada se tornasse a melhor de todas.

    Foi bem "Joao Emanuel Caneiro" em A Favorita" (onde o autor revelou a grande vilã antes da metade da novela, e continuou jogando historia)...

    Imagino quão monotono seria se Dexter so conhecesse Trinadade nos ultimos episodios!!!!

    O time da serie eh perfeito e muito bem amarrado. Essa é a unica que nao ficaram enrolando... Cada episodio era de tirar o folego!!!

    Na minha opiniao: FOI A MELHOR!!!
    O blog é fod#... Vou continuar navegando pra descubrir mais sas series!

    ResponderExcluir
  7. Alisson Alcantara

    O que eu não gostei e achei desnecessário foi a morte do Agente Especial Frank Lunder*... Ele seria perfeito para o Gran finale em tentar prender Dexter em futuras investigações. A grande cartada!!!
    No mais achei dentro do válido... e achei o ator do personagem Trindade excelente!!
    Vlw

    ResponderExcluir
  8. Acabei de ver nesse momento a quarta temporada e estou bolado com o final. Quem ainda não assistiu toda a temporada, não leia a partir daqui, pois derei detalhista em algo que soará como spoiller ao seu ver. Quem assistiu, sem problemas:
    Gostei muito de toda a quarta temporada, mas lamento profundamente pela morte da Rita. Ela confrontava o dark passenger do Dexter com o amor de uma esposa e isso criava situações de grande questionamento para o Dexter - "matar ou amar, meus assassinos ou minha família?" - e eram situações interessantes para ver um crescimento do Dexter enquanto marido, pai e ser humano, o que o deixava menos serial killer (menos "doente") e mais "normal" ou curado. Posso estar passando uma idéia de que não gosto do Dexter-serial-killer (o que não faria sentido ver a série, claro), mas torço para que o Dexter largue o dark passenger dele e se reforme interiormente. Por isso fiquei triste com a morte da Rita, pois ela o ajudava demais para que isso pudesse acontecer. Bem, como sei que já há a oitava temporada, e como a série é muito boa, não vai ser por isso que vou deixar de assisti-la, mas que fiquei de luto pela Rita, isso, meus amigos, eu fiquei mesmo. Não teria sido ir muito longe no roteiro?
    Falow, pessoal! Boas temporadas!

    ResponderExcluir
  9. Comecei a assistir Dexter em menos de um mês e já estou na 5ª temporada pois, sinceramente, ela se tornou uma de minhas séries favoritas pelo motivo de ser muito bem escrita, ser diferente de outras séries policiais e por um motivo pessoal também, pois amo coisas relacionadas a serial killers.
    Na minha humilde opinião sobre a 4ª temporada, eu a achei muito bem escrita (como todas as anteriores), o que acaba rendendo emoção e envolvimento com a história, mas sempre tem um "porém".
    A parte abaixo conterá spoiler, então se você ainda não assistiu a série, não leia a partir daqui.
    O que me fez desgostar muito da série foi o fato da mudança drástica que ocorreu no "caráter" de Dexter, como citado na crítica, quer dizer, você quer assistir uma série com um serial killer como personagem principal, então de repente ele começa a se envolver em uma família, se torna pai e quer ter uma vida normal e clichê, eu sinceramente não vejo graça e não entendo o por que de outras pessoas acharem essa temporada a melhor de todas. Isso acabou por me levar a assistir a 3ª e a 4ª temporada "com a barriga" pois vi que a série não seria mais como era.
    Entendo que isso possa ser uma jogada dos criadores para fazer o próprio Dexter se conhecer mais ou que ele sempre quis ter uma vida normal e afins, mas me deixou a desejar bastante. Enfim, essa é a minha opinião, espero que agora nas temporadas que ainda irei ver as coisas melhores.

    ResponderExcluir
  10. So não gostei da rita ter morrido :(

    ResponderExcluir

Pensem antes de escrever para escreverem algo com um mínimo de inteligência. Quando vocês escrevem idiotices, eu apenas me divirto e lembro de Mark Twain, que sabiamente disse "Devemos ser gratos aos idiotas. Sem eles, o resto de nós não seria bem sucedido."